Bahia que não me sai do pensamento…

33b11e2f-e6d9-4a8f-9a8f-d824266c60ef.jpg
Elevador Lacerda e Mercado Modelo formam uma das imagens mais icônicas de Salvador

Você já se imaginou redescobrindo a cidade onde vive? Na última semana, recebi, em Salvador, amigos que moram no exterior, e os acompanhei para visitar alguns dos principais “cartões postais” da cidade. Ninguém duvida que Salvador é uma cidade com rico patrimônio histórico, cultural e arquitetônico, além de ter uma extensa orla marítima, com praias para todos os gostos. Sem falar nas festas de rua, carnaval, música!

Mas quando você vive na cidade tudo perde um pouco a graça pela convivência diuturna. É como um casamento de longos anos no qual marido e mulher nem mais se olham. Não conto as vezes em que passei em frente ao Mercado Modelo e Elevador Lacerda, na ida e volta para o trabalho, e sequer notei suas imponentes presenças. De repente, em meio aos visitantes, a cidade se transformou aos meus olhos (ou foram meus olhos que mudaram?!). E como é bonita! Merece todos os versos, letras de música e de livros que foram escritos para ela.

054.JPG
Por do sol na Baía de Todos os Santos, vista do jardim do Museu de Arte Sacra da Bahia

É verdade que Salvador padece de sérios problemas nas áreas de segurança, mobilidade, conservação do patrimônio histórico e outras que nem são percebidas diretamente pelos turistas, como educação, saúde, moradia… Camelôs, pedintes, “baianas”, pretensos “guias” circulam pelos pontos mais turísticos importunando visitantes, o que não é problema específico de Salvador, mas de muitas outras cidades brasileiras e da América do Sul.

063.JPG
Igrejas da Ordem Terceira de São Domingos e de São Francisco, no Terreiro de Jesus

Mas nada disso retira seus encantos! Há trechos da orla belíssimos, o centro histórico guarda tesouros de encher os olhos e a culinária baiana deixa os visitantes com água na boca. Depois de uma semana como “guia turístico”, conclui que a beleza de um lugar está sempre nos olhos de quem vê. E o viajante enxerga tudo de um modo muito especial, como uma criança que está descobrindo o mundo pela primeira vez. Ao me juntar ao grupo de convidados, também me apaixonei pela cidade da Bahia, aquela “que não me sai do pensamento”, como cantam os versos de Ary Barroso.

Fica a dica para os que moram ou não em Salvador: visite a cidade como se fosse a primeira vez. Você vai amar!

Mais algumas imagens para sua inspiração.

053.JPG
Pelourinho: ao fundo, a bela Igreja de N.S. do Rosários dos Pretos (1796)
044.JPG
Casario colorido é uma das marcas do Pelourinho, conjunto arquitetônico
dos séculos 17 e 18, que é Patrimônio da Humanidade desde 1985
023.JPG
Igreja de São Francisco (1723) no Largo do Cruzeiro: a “igreja de ouro’ tem fachada relativamente simples
030.JPG
Interior da Igreja de São Francisco tem detalhes recobertos de ouro e é o melhor exemplar do barroco na Bahia
22a743d9-0274-4ce8-8c1a-a5bc0135f1fa.jpg
Forte de Mont Serrat (1742) fica na cidade baixa e tem linda vista para a Baía
f30075e3-c217-4a04-a52c-babc653b1335.jpg
Igreja do Bonfim (1745): símbolo da fé baiana
006.JPG
Produtos à venda no Mercado Modelo, construído em 1912 e reformado em 1984
028.JPG
Convento de Sana Teresa d’Ávila, do século, 17, abriga o Museu de Arte Sacra da Bahia
048.JPG
Imagens revestidas em prata no Museu de Arte Sacra
26196660-259f-4949-add6-df2bf1ba8318.jpg
Farol da Barra (1698), uma das fortificações mais antigas do Brasil, sedia o Museu Náutico, com peças de mais de 400 náufragos do navio português Sacramento, afundado em 1668
d1a4c071-24f2-4dbf-90b3-7261365ef1fe.jpg
Fim de tarde na praia da Barra, uma das mais centrais da cidade

Fotos de Suzy Freitas

Esse texto não contém anúncios ou publicidade. A citação de estabelecimentos visa apenas compartilhar com o leitor a opinião pessoal da autora sobre os serviços experimentados.

 

4 comentários em “Bahia que não me sai do pensamento…

Adicione o seu

  1. Salvador é maravilhosa! As pessoas são super simpáticas e cheias de alegria. As praias? Um show à parte… tenho vontade de voltar só para curtir mais o OLODUM, um dia só para dançar pelo pelourinho na batida do OLODUM foi pouco!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

Vamos viajar pra onde agora?

Roteiros, dicas e relatos de viagens

TripBruta

O mundo através dos meus olhos

http://ondevimparar.com.br/

Roteiros, dicas e relatos de viagens

Roteiro na Mão

Roteiros, dicas e relatos de viagens

Viajandinhas

Dicas de viagens de irmãs viajandinhas

The Get Away

Roteiros, dicas e relatos de viagens

%d blogueiros gostam disto: