Bruges e Ghent

IPhone de Ju 321
A praça do mercado de Bruges com suas casinhas coloridas

Detesto excursões, pacotes ou qualquer outra coisa que engesse minha viagem. Gosto de ter liberdade para ir e vir, quando e como quiser. Mas em algumas viagens, para poupar tempo e ter maior comodidade, acabo comprando passeios de meio ou um dia, oferecidos por agências de turismo, para lugares próximos ao meu destino base.

Os famosos bate-voltas têm inúmeras vantagens! Não é preciso arrumar malas, fazer check-in e check-out em hotéis, preocupar-se com traslados, carregamento de bagagem e outros perrengues que a troca frequente de cidades traz.

Quando estamos de carro, fazemos esses passeios tranquilamente escolhendo os horários de ida, volta e o tempo das paradas. Quando não alugamos carro, como é o caso das viagens que fizemos para as grandes cidades europeias, optamos por comprar os passeios em agências de turismo.

Antes de viajar para Bruxelas, adquirimos pela internet (BR viator) o passeio de um dia para Bruges e Ghent. O percurso entre Bruxelas e Bruges dura aproximadamente 1h20 minutos de carro. Genth fica no meio do caminho, a cerca de 50 minutos de Bruxelas.

A operadora local cumpriu o horário direitinho, saímos do centro de Bruxelas por volta das 8h. Paramos, primeiro, em Ghent, onde visitamos o velho bairro medieval, destacando-se o passeio pela  Graslei, que é a rua que margeia o rio Leie, onde estão concentrados os prédios históricos mais bonitos e preservados, muitos dos séculos 13 e 14. A parada em Ghent demorou cerca de 40 minutos. Não visitamos as construções internamente, mas só o passeio por aquele cenário histórico já valeu a pena.

IPhone de Ju 246
O antigo bairro medieval em Ghent tem construções bem preservadas

 

Fachadas da arquitetura medieval de Ghent

De lá seguimos para Bruges, que fica na divisa com a França, e é dos destinos mais procurados na Bélgica. A cidade é um sonho, com arquitetura típica medieval e cortada por canais e alamedas sinuosas.

Passeio de charrete e a torre Belfort (século 13), em Bruges

Fizemos um passeio de barco pelos canais da cidade, de onde se tem uma vista maravilhosa da arquitetura local. Depois, visitamos suas principais construções: a Igreja de Nossa Senhora (1220), o Belfort (torre erguida no século 13), a Prefeitura (construída entre 1376 e 1420), o prédio de um antigo hospital (século 12) e a encantadora praça do mercado, com suas casinhas coloridas e charretes que levam os turistas para passeios pela cidade e pelo tempo…

IPhone de Ju 312
Passeio de barco pelos canais de Bruges proporciona belas vistas da cidade

Na metade do roteiro, paramos para almoçar num restaurante indicado pelo guia, visitamos lojas de chocolates para degustação e compras.

Por volta da 17h, retoramos para Bruxelas.

Prós: o bate-volta é interessante para quem fica poucos dias num destino, como era o nosso caso em Bruxelas. O guia leva para os locais mais interessantes, evitando que se perca tempo procurando informações sobre lugares e atrações. O transporte de ida e volta é confortável e garantido – uma preocupação a menos!

Contra: não dá para demorar mais em algum lugar de seu interesse, porque tem que seguir o grupo. As paradas para degustação são em locais escolhidos pela agência, não sendo, necessariamente, o melhor local. Nesse passeio que fizemos, havia pessoas de vários países, obrigando o guia a repetir as informações dos lugares em cinco línguas diferentes, o que era chato e cansativo.

CONCLUSÃO

Vale a pena o bate-volta se sua estada em Bruxelas é curta! Se puder esticar, faça o passeio em dois dias, ficando uma noite em Bruges. Enfim, aprovei o passeio, mas como as cidades são muito interessantes, ficou um gostinho de quero mais!

E você, costuma incluir bate-voltas em seus roteiros? Acha que vale a pena? Deixe sua opinião ou comentário. É sempre bom trocar experiências com quem ama viajar.

Fotos de Suzy Freitas

Esse texto não contém anúncios ou publicidade. A citação de estabelecimentos visa apenas compartilhar com o leitor a opinião pessoal da autora sobre os serviços experimentados.

11 comentários em “Bruges e Ghent

Adicione o seu

  1. Esses lugares aí são completamente DESLUMBRANTES! Na primeira vez em que vi fotos de Bruges, já sabia que, algum dia, deveria ir para lá. Esses canais são tão bonitos!

    Pena que os únicos canais que eu conheço até o momento são os dentários…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

Vamos viajar pra onde agora?

Roteiros, dicas e relatos de viagens

TripBruta

O mundo através dos meus olhos

http://ondevimparar.com.br/

Roteiros, dicas e relatos de viagens

Roteiro na Mão

Roteiros, dicas e relatos de viagens

Viajandinhas

Dicas de viagens de irmãs viajandinhas

The Get Away

Roteiros, dicas e relatos de viagens

%d blogueiros gostam disto: