Roteiro em Cartagena, a bela cidade colombiana

cartagena vista do mar e da cidade amuralhada
Cidade é banhada pelo mar e tem rico patrimônio histórico

Em nossa viagem à Colômbia, Cartagena foi a primeira cidade que vistamos e o destino que tínhamos maior expectativa em conhecer. Logo que desembarcamos no Aeroporto, sentimos que tínhamos chegado ao Caribe! O calor forte e o jeito descontraído dos locais já dava uma mostra do que estava por vir. Se tivesse que fazer uma comparação com o Brasil diria que Cartagena é uma mistura de Salvador com Paraty. Neste post, eu vou contar como foi nosso roteiro em Cartagena, suas principais atrações, além de dicas de gastronomia e transporte.

4

Leia outros posts sobre a Colômbia:

4

Cartagena cidade amuralhada
Centro histórico é cercado por 11 km de muralhas

Cartagena reúne muita história e mistura traços culturais de índios, espanhóis e negros africanos. Andando por suas ruas, você vai sentir uma atmosfera mágica e exuberante, representada pela profusão de cores, cheiros e sons, tudo isso à beira do mar do Caribe. Não é à toa que a cidade é o cenário do romance “O Amor nos Tempos do Cólera”, do escritor colombiano Gabriel Garcia Marquez, um dos expoentes do realismo fantástico. Aliás, Gabo, viveu os últimos anos de sua vida num belo casarão no Centro histórico da cidade.

Cartagena é a capital do distrito de Bolívar e fica no Norte da Colômbia, a região mais caribenha de nosso continente. Fundada por espanhóis, em 1553, foi cercada de muralhas para proteção contra invasores franceses, holandeses e ingleses.

Casario com flores na cidade amuralhada Cartagena

casa no centro histórico de Cartagena
Casas colonias com sacadas floridas são um ícone da cidade

Por isso seu centro histórico é chamado de Cidade Amuralhada. É justamente esse local, que recebeu o título de Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade da Unesco, a principal atração de Cartagena.

  • ANOTE: CURIOSIDADE

  • A cidade colombiana recebeu o nome Cartagena de Índias em homenagem à homônima espanhola, de onde partiam embarcações rumo ao novo mundo. Por sua localização estratégica, tornou-se um dos mais importantes pontos de escoamento das riquezas coloniais para a Espanha e zona de tráfego de escravos trazidos da África. A cidade viveu seu apogeu no século 18,quando seu porto era considerado um dos mais importantes da América Latina.

 

Andar a pé ou de carruagem pela “cidade amuralhada”, formada por 50 quarteirões dos séculos 16 e 17, cercados por 11 km de muralha, é um maravilhoso regresso ao passado. Há diversas praças, igrejas belíssimas e ruelas repletas de casas em estilo colonial espanhol com varandas com balcão em madeira, todas enfeitadas com muitas flores de cores diferentes. O patrimônio arquitetônico é muito bem conservado.

 

Praça na cidade amuralhada de Cartagena
Praças, igrejas e construções do séculos 16 e 17 são bem preservadas

Caminhar sobre as muralhas também é passeio obrigatório! Ali é possível aproveitar a brisa que vem do mar para espantar um pouco o calor constante. De cima das muralhas você pode observar a cidade caminhando em seu ritmo lento, típico dos paraísos caribenhos, embora o mar de Cartagena não ostente aquele tom azul bebê dos cartões postais, tendo uma coloração mais escura.

Roteiro em Cartagena

Veja, agora, o nosso roteiro de quatro dias nessa cidade mágica:

1º dia – Tour por Cartagena e visita noturna à cidade amuralhada

Nosso vôo (Latam) teve um atraso de dez horas na partida de Guarulhos para Colômbia, o que fez com que perdêssemos parte do primeiro dia da viagem. Como já tínhamos pesquisado, pela internt, o preço de passeios por agências de turismo, chegando lá cotamos os valores do transporte com o motorista de táxi que nos levou do aeroporto ao hotel e vimos que ficaria bem mais em conta fazer os passeios com ele do que com agências ou usando o sistema de ônibus turístico (tipo hop-on/hop-off) . Fechamos, então, um passeio para o turno da tarde por toda a cidade, para ter uma ideia geral da parte turística e também dos bairros habitados por locais e da área portuária. Nesse tour, paramos em alguns pontos para fotos.

orla de Cartagena
No primeiro dia, demos uma volta geral pela cidade

 

Parada para fotos no centro histórico

Passamos na Plaza Santo Domingo, para acompanhar o agito do lugar e ver a “La Gorda”, escultura do colombiano Francisco Botero que fica no local.

Escultura la gorda e Botero na cidade amuralhada
La Gorda”, de Botero, na Plaza Santo Domingo

4

Fizemos com o mesmo motorista de taxi todos os passeios fora de Bocagrande e da Cidade Amuralhada.

Mas se você quiser usar o ônibus turístico ou fazer os passeios com agências locais, pode obter informações nesses sites Citysightseeing ou Opitours.

Todos os passeios turísticos, inclusive os de barco até as ilhas vizinhas,  também podem ser contratados durante sua estadia na cidade. Nos hotéis e pousadas, há panfletos das agências que operam por lá.

4

Monumento dos Sapatos Velhos Cartagena
Monumento “Sapatos Velhos”

Retornamos para o hotel, no bairro de Bocagrande, e procuramos uma pizzaria para jantar nas imediações, quando entramos no restaurante Hot el Punto Multiple del Sabor, sem muitas expectativas. O local surpreendeu, pois é um restaurante enorme, com decoração vibrante em tons de vermelho, e oferece, além de pizzas, diversos pratos, desde sanduíches à culinária local.

Depois da pizza, fomos de taxi para a cidade amuralhada (cerca de cinco minutos de carro ou 15/20 minutos a pé do hotel).

Torre del relogio iluminada noite
Torre del Relógio à noite

A cidade amuralhada é lindíssima à noite, pois inúmeros prédios, igrejas e monumentos possuem iluminação especial, que destacam ainda mais a bela arquitetura dos séculos 16 e 17. Terminamos o dia com um passeio de carruagem pelo centro histórico, para onde voltaríamos nos três dias seguintes.

 

Iluminação destaca prédios e sacadas

Aliás, o grande programa noturno de Cartagena é sentar nas mesas das calçadas dos vários bares concentrados nas praças da Cidade Amuralhada. Os mais animados ficam próximos das Plazas Aduana e San Pedro e sob o Portal dos Dulces. Nós gostamos mais da frequência das Plazas Fernández de Madrid e Santo Domingo, que reúne muitos turistas. Há também várias casas com música ao vivo, principalmente salsa e ritmos caribenhos. É só escolher sua tribo, sentar, beber e se divertir.

 

Passeio de carruagem e badalação nos bares

Outra opção noturna bem turística – que não experimentamos – é o passeio de Chivas, um ônibus aberto que sai rodando a cidade, das 20h até 24h, com musica típica colombiana e serve bebidas e salgados.

  • ANOTE: COMPRINHAS

  • Nas ruas e praças da cidade amuralhada há muitos vendedores de artesanato e das famosas bolsas da tribo Wayuu (inclusive encontramos uma índia tecendo uma bolsa em plena rua). Outra mercadoria abundante são réplicas das esculturas e quadros de Francisco Botero. Vale a pena dar uma sondada nos preços durante o dia e voltar mais pro final da noite, onde eles sempre fazem um preço especial.

    Os mais abonados podem se encantar com joias adornadas das esmeraldas colombianas, uma das mais preciosas do mundo. Há muitas joalherias no centro histórico e nos hotéis. As peças confeccionadas em prata com pedras pequenas têm um bom preço.

    Como estávamos iniciando a viagem e sabemos que as cidades com maior fluxo turístico têm sempre preços mais elevados, deixamos as compras para Medelim e Bogotá. Mas se sua viagem se restringe à Cartagena, vale a pena dar uma conferida!

2º dia – Playa Blanca e Jantar no Marzola

Como já conhecíamos outras ilhas do Caribe, dispensamos os inúmeros passeios de barco às ilhas que ficam próximas à Cartagena e fomos à Playa Blanca, que tem acesso de carro e fica a cerca 1h30 do centro de Cartegena. Passamos o dia nessa praia que é marcada por contrastes: esbanja a beleza dos paraísos caribenhos, porém lhe falta uma infraestrutura mínima para receber os visitantes (Contarei nosso passeio à Playa Blanca e à praia urbana de Bocagrande, em Cartagena, num próximo post. Aguarde!).

 

Por do sol visto de cima das muralhas

Retornamos ao hotel no final da tarde, descansamos e à noite fomos à um restaurante cuja decoração nos chamou a atenção na cidade amuralhada, o Marzola, que fica próximo ao luxuoso hotel Santa Clara. Só quando entramos, descobrimos que era um restaurante argentino especializado em carnes.

restaurante marzola em Cartagena
Marzola: restaurante argentino

A decoração é super elaborada, com tampinhas de garrafas cobrindo as paredes. Internamente, tem um aspecto vintage, com luminárias à meia luz, objetos antigos e pôsteres de diversas personalidades portenhas, de Gardel ao Papa. Para completar, você é recebido por um homem – creio que o dono – vestido com roupa que misturava o uniforme de “Che Guevara” com um lenço típico dos pampas, o que dava ainda mais originalidade ao local. A mis en sene é ótima.

O restaurante serve boa carne e bom vinho. Os preços são justos. O único problema foi ao fechar a conta, pois as máquinas do estabelecimento estavam com problemas e não registravam nossos cartões de crédito. Se estivéssemos sem dinheiro em espécie, teríamos que lavar s pratos (risos). Fora esse inconveniente, o restaurante já vale a pena pela decoração e ambiente, nem que seja para um drinque!

3º dia – Castelo de San Felipe, La Popa e jantar no La Vitrola

Nosso taxista já estava a postos para nos levar a duas atrações imperdíveis que ficam fora das muralhas: o Castelo de San Felipe (1639-1657) e o Monasterio de La Popa (1607), que  oferecem mirantes com vistas panorâmicas da cidade.

Mapa da rota de Castelo São Filige ao Convento La Popa
Em destaque, o trajeto entre o Castelo e o Convento

A primeira parada foi em La popa. Na entrada, há muitos vendedores ambulantes assediando os turistas, mas basta agradecer e seguir em frente, sem dar muita conversa, se você não deseja comprar o que é oferecido.

Cartagena vista do alto do Convento La Popa
Do alto de La Popa, pode-se ver o Castelo e o Centro histórico (foto com zoom)

 

Outros ângulos da vista do Convento

Para visitar o interior do convento paga-se um ingresso de cerca de seis reais. O prédio tem um belo pátio interno com jardim e uma igreja com riquíssimo altar entalhado em tons vermelho e dourado. É um local de oração, mas que também detém interesse histórico.

 

Pátio, capela e área externa do convento

O convento fica no topo de uma colina, na parte mais alta da cidade e oferece  uma vista  de toda Cartagena, com a cidade amuralhada, Getsemani, e Bocagrande ao fundo. De lá também se pode avistar a periferia do outro lado da cidade, com uma lagoa cercada por uma grande comunidade pobre.

Seguimos para o imponente Castelo de San Filipe de Barajas, a maior obra de engenharia já construída pela Espanha em uma colônia. Ele foi erguido entre 1639 a 1657 para proteger  Cartagena de ataques piratas e é um dos mais importantes da América Latina.

muralhas do castelo são filipe
O Castelo é  a maior construção feita pela Espanha numa colônia

O ingresso ao interior do Castelo custa cerca de 21 reais. Na verdade, o castelo é uma fortificação e ao entrar você terá que percorrer os caminhos que levam ao alto da construção sob o sol. No dia de nossa visita fazia um calor insuportável. Por isso, vai aqui nosso alerta:  chapéu, óculos de sol, protetor solar e garrafinha de água são itens indispensáveis em todos passeios ao ar livre em Cartagena.

 

Para quem não tem medo de lugares fechados, dá para explorar as galerias e túneis dentro do forte. Nós dispensamos essa parte, porque se já estava difícil enfrentar o calor ao ar livre, imagine dentro de túneis!!!

subterrâneo do castelo san filipe
Nossa amiga Rosa Arras percorreu os túneis

Ao chegar no topo do Castelo, que possui 41 m, e fica no alto do morro San Lázaro, nos deparamos com outra bela vista da cidade.

vista da cidade de cartagena
Cartagena vista do Castelo
  • FIQUE LIGADO
  • Visitamos o Castelo por volta das 11h30, com o sol a pino. A atração fica aberta das 8 às 17h. Recomendados que a visita seja feita no início da manhã ou mais perto do final da tarde, pois o calor estará mais ameno.

Após a visita aos dois monumentos, voltamos ao hotel para nos refrescar na praia de Bocagrande e na piscina que fica na cobertura do hotel, com vista para a cidade amuralhada.

À noite, retornamos ao centro antigo para jantamos no La Vitrola, um restaurante de comida cubana, com apresentação de música ao vivo. Comi um mero apimentado delicioso.

prato do restaurante la vitrola em Cartagena
Comida cubana no La Vitrola

Os pratos não são baratos, mas o lugar é muito bem frequentado e a comida vale a pena. Agendei o jantar por telefone, cerca de um mês antes da viagem, porque o restaurante não atende sem reservas.

  • FIQUE LIGADO

    Se você decidir ir ao La Vitrola, saiba que não é permitida a entrada trajando bermuda ou chinelos. Vi comentários de muitos visitantes no Trip Advisor, reclamando que foram barrados por esse motivo. Quando fiz a reserva, fui informada sobre a restrição e fomos bem atendidos no local.

4

Informação útil

La Vitrola 

Endereço: Centro Cll 33 #2-01 Calle BalocoCartagena, Colômbia
Fone: 57 5 6600711
Reservar com antecedência
4

4º dia – Walk tour na cidade amuralhada

Nosso voo para Medellin estava marcado para às 15h30, então, aproveitamos esse último dia para revisitar a cidade amuralhada, fazendo um walk tour gratuito no período da manhã. (você paga, se quiser, uma gorjeta ao guia no final do passeio, em torno de vinte reais).

índia wayuu na cidade amuralhada em Cartagena
Índia da tribo Wayuu tece as famosas bolsas na rua da cidade amuralhada

Os passeios saem sempre às 10h e 15h da praça Santa Teresa, em frente ao Museu Naval, e tem a duração de 2h. Pode-se escolher entre o passeio em espanhol ou em inglês. O agendamento é feito neste site .

Durante o tour, revimos os monumentos e conhecemos sua história e importância para o rico passado do local.

cartagena mapa amuralhada
Principais atrações estão na região à esquerda do mapa

Recomendamos muito esse passeio porque a cidade amuralhada é o grande tesouro de Cartagena.

 

Construção histórica e “palanqueiras” que vendem frutas na rua

O casario antigo colorido e bem conservado, as sacadas cobertas de flores, as praças com música, os passeios de carruagem…Tudo e muito mais que imaginamos sobre Cartagena está reunido neste sítio histórico!

É difícil destacar, dentre tantas edificações magníficas, os melhores exemplares mostrados durante o walk tour, então citamos aqui aquelas que nos chamaram mais atenção:

Catedral de Cartagena – Um dos cartões postais de Cartagena, fica na Plaza de La Proclamacion e passou por grande reforma em 1896, mantendo a fachada dessa época. Sua alta torre é vista de vários pontos da cidade.

 

Cúpula da Catedral se destaca no Centro Histórico

Monumento Pedro de Heredia – A grande escultura de Pedro de Heradia, conquistador espanhol e fundador da cidade de Cartagena de Índias, colocada sobre um alto pedestal no centro histórico, demonstra a importância dessa personalidade para a cidade.

Plaza de La Aduana -É a maior praça da cidade amuralhada. Nela, funcionava a casa da aduana – espécie de Banco Central – da antiga Cartagena.

Plaza e Iglesia de San Pedro de Claver – A bonita praça cercada por  prédios históricos é dominada pela imponente igreja que homenageia San Pedro Claver, santo protetor dos escravos, cujos restos mortais estão enterrados sob o altar maior do templo. Próximo da igreja, construída entre 1580 a 1654, há uma bela escultura do santo e de um escravo.

 

Iglesia de San Pedro, protetor dos escravos

Torre Del Reloj – A torre do relógio, construída no século 19, é um monumento emblemático em Cartagena e uma das portas de acesso à cidade amuralhada. Seu formato pontiagudo pode ser visualizado em várias partes desse sitio histórico. Fica do lado leste da Plaza de Los Coches. No lado oposto da Torre encontra-se o Portal de Los Dulces, onde senhoras colombianas vendem diversos tipos de doces.

 

Torre del Reloj é uma das entradas da cidade amuralhada

Iglesia Santo Domingo – Fica na praça de mesmo nome e é a mais antiga da cidade, construída em 1551.

Parque Bolívar – Praça que reúne construções coloniais, sendo a mais importante o Palacio de La Inquisicion, onde hoje funciona o Museu Histórico.

entrada do palácio da inquisição Cartagena
Palacio de La Inquisicion abriga Museu Histórico

Após o walk tour, almoçamos em um restaurante próximo ao hotel e nos despedimos de Cartagena, seguindo nosso roteiro na Colômbia, rumo a  Medellín e, depois, Bogotá.

  • ANOTE: AMBULANTES

  • Das cidades que já visitei no mundo, Cartagena é a que tem maior número de vendedores ambulantes por m2. Nas ruas, praias, atrações turísticas, sempre haverá uma pequena multidão oferecendo chapéus, óculos, camisetas, souvenirs diversos e até massagens. A região é pobre e muitos dependem do turismo para sobreviver, mas o assédio chega a incomodar. Portanto, se não estiver interessado em comprar o melhor é cortar conversa, com um “no, gracias” e seguir adiante.

Últimas dicas:

  • Levar adaptador de tomada, pois a tomada é diferente da nossa.
  • Levar roupas leves, faz muito calor, o que nos obriga a levar garrafinhas de água para todo lugar.
  • Levar roupas leves, protetor solar e chapéu.
  • Provar sorvete de uma fruta típica, arepa e limonada de coco.
  • Perguntar o preço de tudo antes de consumir. Pechinchar sempre.

4

Quer saber mais sobre esse destino incrível? Veja as dicas de Luisa Galiza do blog Leve na Viagem!

4

Se tiver dúvidas ou precisar de mais informações, é só falar que teremos o maior prazer em responder!

Já foi em Cartagena? Compartilhe conosco as suas impressões sobre a cidade!

Fotos de Suzy Freitas e Rosa Arras

Esse texto não contém anúncios ou publicidade. A citação de estabelecimentos visa apenas compartilhar com o leitor a opinião pessoal da autora sobre os serviços experimentados.

49 comentários em “Roteiro em Cartagena, a bela cidade colombiana

Adicione o seu

  1. Eu fui pra cartagena ano passado e ameeeei – fiz o passeio da chiva rumbera e foi bem divertido. voltei muito encantada de lá, achei um destino obrigatório, todo mundo deve conhecer e provar arepas e patacones hahahahaha….

  2. Muito legal o post! Eu amei a cidade quando fui há 3 anos atrás! Eu não consegui fazer o tour caminhando, como sugeriu… Mas a dica já tá anotada!

  3. Muito bom seu post e bem completo. Ótimas dicas também! Adorei rever fotos dessa cidade incrível. Quando fui fiz o tour de barco pelas ilhas rosário e não curti nada, até hoje me pergunto porque não fiz só Playa Blanca por terra, vcs mandaram muito bem nessa rs.

  4. Me apaixonei por Cartagena quando removi os sisos e meu pai me deu umas revistas para passar o tempo e numa delas, só falava sobre a Colômbia. Desde então, planejo uma viagem a Cartagena que ainda não saiu do papel. E pode deixar, que vou pechinchar!

  5. Amei o roteiro e já tive a ideia de ir em um feriado de 4 dias…ja que não tenho em mente conhecer San Andrés. Vc achou que foi suficiente 4 dias ou achou muito?

  6. Amei os detalhes sobre Cartagena! Você gostou de dormir em BocaGrande? Acabei ficando numa pousada dentro da cidade antiga. Não sabia que o porto em Cartagena foi considerado a principal porta de entrada para a América do Sul.
    Já vi muitos ambulantes em Tanger tb, no Marrocos! E eles andam atrás de vc até vender os produtos.. kkk.. bizarro!
    De todos os cantos que fui pela Colômbia, Cartagena foi a cidade que me fascinou.

  7. Acho que eu vou morrer de tirar fotos nesse lugar!!!
    Já fui a San Andres, mas não tive oportunidade de conhecer Cartagena, que já está em um próximo roteiro.
    Dentro em breve estarei na cidade e Suas dicas estão anotadas.
    você acha que o número de dias foi suficiente?

  8. Gostei do post.
    Penso em ir para Colômbia e provavelmente fazendo uma parada em Cartagena. Falou das praias próximas sem muitos detalhes. Já foi em algumas ? O que achou ?

  9. Cartagena realmente me parece ser muito linda. Colombia estava nos meus planos ano passado mas acabei por ir pra amazônia, que também foi demais! Eu li o Amor nos Tempos de Cólera e é um dos livros que mais gosto do Garcia Marquez e desde então eu super imagino Cartagena na minha cabeça, preciso ir e conhecer de verdade agora né! Quanto tempo você ficou na Colombia no total?

  10. Muito bacana seu post! Colombia está nos meus planos faz tempo, tenho bastante vontade de conhecer Medellín e claro Cartagena não pode ficar de fora. Eu ia adorar tirar fotos da cidade amuralhada a noite, tudo tão lindo. Também curto muito fazer os tours a pé, que você fez, acho bem legal ouvir a história deles pela visão de um local.

  11. Primeiro me encanta o estado de conservação das coisas. É tudo muito bonito e de um jeito que deveria, realmente, ser imitado por alguns lugares aqui no Brasil. Segundo, a coisa que mais me deixa tenso: a temperatura do mal desse lugar, haha! Mas acho que, dado que é tão legal, vale muito a pena. Principalmente para tirar foto de tudo quanto é lugar! Valeu!

  12. Estamos pesquisando alguns posts sobre Cartagena que está na nossa lista de próximos destinos e adoramos o seu! A cidade é linda e colorida, além de super animada. O “fique ligado” é super interessante e elucidativo. Uma única dúvida: o que achou da segurança? Parabéns e obrigado por compartilhar.

    1. Olá Thiago! Obrigada pela visita. Não tivemos problemas com segurança em Cartagena nem nas outras cidades que visitamos (Medellin e Bogotá). No primeiro post sobre nossa viagem, “Colômbia, uma país surpreendente”, falamos sobre esse tema. Se puder, dê uma conferida. Um abraço.

  13. Eu sou doida para conhecer Cartagena e cada vez que leio um post como esse fico com mais vontade!! Acho a cidade linda e não vejo a hora de conhecer! Gostei muita das dicas, todas anotadas já!

  14. Opa, mistura de Salvador com Paraty, que diferente! Nunca fui em Salvador, mas sempre quis conhecer. E Paraty é uma gracinha.
    Vendo as fotos das casinhas entendo a semelhança.

    Adorei todas as dicas, gastronômicas também.
    Lugar lindo demais. Já quero conhecer.

    Beijokas
    Carol

  15. O post está super completo, parabéns! Que lindo o sunsetl!!!!!! Cartagena realmente é a cidade das cores e da cultura, já favoritei o post. Preciso muito conhecer essa belezura de local.

  16. Estive em Cartagena recentemente e não sabia da possibilidade de ir a Playa Blanca por terra. Também não conheci alguns restaurantes citados por vocês. Complementei várias coisinhas na minha cabeça que eu não sabia. Ficou ótimo o post, está na cara que foi uma viagem feliz e deliciosa. Inspiradora de verdade!

  17. Visitei Cartagena em 2015 e gostei bastante de reviver essa viagem! O destino é realmente incrível e fui muito bem recebido. Quando fui não fiz esse walking tour, mas contratei boa parte dos passeios com um taxista, saiu mesmo bem mais barato.

  18. Fomos a Cartagena em 2016 quando a nossa filha tinha apenas 2 aninhos. Ela adorou andar de bicicleta com a gente no final de tarde e ver o por do sol nas muralhas. Realmente é muito especial esse lugar e super indicado para familia e casais.

  19. Susy, parabéns pelo post completao cheio de informação histórica e dicas boas! Também amei as fotos! Concordo com todas as suas dicas! Bem lembrado sobre os ambulantes!! Kkkk. Vou ver os seus posts de Medellín e Bogotá q ainda quero conhecer!

    1. Que legal, Adriana! Sou de Salvador e tive uma conexão imediata com Cartagena. Espero que você goste, mas se prepare para muito calor 🙂

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: