Conheça os melhores museus de Florença

Florença-Ufizzi-tribuna-sala-18-3
Galleria degli Uffizi

Quando decidi vistar Florença, uma das primeiras providências que tomei foi reservar os ingressos para conhecer aqueles considerados os melhores museus de Florença: a Galleria degli Uffizi e a Galleria dell’Accademia. Agendei as visitas para o segundo dia de nossa estadia: a Uffizi, às 9h, e a Academia, às 14h.

4

Índice de Posts da Itália:

 4

Galleria degli Uffizi

Florença-Ufizzi-escada
Escadaria de acesso ao segundo andar

Quem leu o primeiro post sobre Florença, já sabe que a família Medici governou a cidade por mais de 300 anos e deixou sua marca por todo o lugar, especialmente no campo das artes, pois foram importantes mecenas, financiadores de grandes talentos que surgiram na Itália durante o período de sua governança.

florença-palazzo-vecchio-ufizzi
Palazzo Vecchio é ligado à Uffizi pelo corredor Vasariano

A Galleria degli Uffizi, como não poderia deixar de ser, também está ligada aos Medici. Foi construída entre 1560-80 para abrigar os escritórios (Uffizi) da nova administração do Governo, sob o comando do Duque Cosimo I, de Medici.

No piso superior foi instalada uma parede de vidro, sustentada por uma estrutura de ferro, criada pelo arquiteto Giorgio Vasari. A partir de 1581, os herdeiros dos Medici passam a usar esse espaço para exibir as obras de arte adquiridas pela rica família, dando origem a mais antiga galeria de arte do mundo.

A Uffizi abriga o mais importante acervo de pinturas renascentistas do planeta, distribuído pelas 45 salas do imenso prédio erguido entre o rio Arno e a Piazza della Signoria.

Florença-Ufizzi-inteior-2
Uffizi tem grande acervo de esculturas

Esculturas gregas e romanas ocupam todo o corredor Arno, mas o grande tesouro da galeria é a coleção de pinturas de mestres do Renascimento como Sandro Botticelli, Michelangelo Buonarroti e Rafael Sanzio.

Os amantes e estudiosos de arte podem passar um dia no lugar e não conhecerão todo o acervo em detalhes! Para tornar nossa visita mais produtiva, estudamos antes o acervo, em guias e sites especializados em artes, e marcamos as obras mais valiosas. Com o mapa da Galleria nas mãos, ficou mais fácil localizá-las. Ainda assim, nossa visita durou 3 horas.

Como explorar o acervo da Uffizi

O acervo da Uffizi está organizado por período histórico e por artista, o que facilita muito a visita e dá uma compreensão da modificação da arte durante séculos. Você recebe um mapa do museu na entrada. O ideal é começar a visita pelo segundo andar, para seguir a ordem cronológica. As primeiras salas exibem arte gótica florentina (séculos 12 a 14), seguidas de pinturas do renascimento primitivo (final do século 14 a 15). Depois, ficam as salas com telas das fases denominadas “alto renascimento” e “maneirismo” (séculos 15 e 16). Por fim, há pinturas de artistas europeus adquiridos pelos Medici entre os séculos 17 e 18. Se você quiser alugar um audioguia, a Uffizi disponibiliza aos custo de seis euros em inglês, francês, italiano ou espanhol. 

Florença-Ufizzi-teto
Teto da Sala della Niobe (Sala 42)

O teto dos corredores exibem afrescos da década de 1580, inspirados nas grutas romanas.

Das janelas dos corredores pode ser avistada a Ponte Vecchio, o Palazzo Pitti e do café, que fica no terraço, se tem uma bela vista da Piazza della Signoria e da cúpula do Duomo.

Florença-Ufizzi-café
Café no Terraço da Galeria

A Sala 18, denominada de Tribuna, é um salão octogonal ricamente decorado. Ali ficam as obras preferidas dos Medici. Pinturas, esculturas e móveis estão dispostos no local que já é, em si, um grande atrativo, com sua bela cúpula, piso de mármore e paredes recobertas de veludo vermelho com detalhes em dourado.

Florença-Ufizzi-tribuna-sala-18
A Tribuna (Sala 18) exibe obras preferidas dos Medici

Destaques

Listamos aqui os destaques que você não pode deixar de ver em sua visita:

  • Madonna in Maestà (Giotto, 1310)

Florença-Ufizzi-Giotto

O uso da profundidade nesta peça de altar de Giotto (o mesmo que projetou o campanário ao lado da Basílica de Florença) foi um marco no recurso da perspectiva.

  • Duque e Duquesa de Urbino (Piero della Francesca, 1460)

Florença-Ufizzi-retrato-duque

Estes painéis estão entre os primeiros retratos renascentistas e chamam atenção pela fidelidade com o real. O nariz do duque, quebrado, foi retratado sem retoques.

  • A Anunciação (Leonardo da Vinci, 1472)

Florença-Ufizzi-anunciação-2

Foi um dos primeiros trabalhos de Da Vinci. A pintura é dedicada a um tema cristão, popular no período do Renascimento: a “Anunciação”, momento em que a Virgem Maria recebe a mensagem do Arcanjo Miguel, sobre a sua concepção do menino Jesus.

  • Il Batismo de Cristo (Andrea del Verrochio e Leonardo da Vinci,1475)

Florença-Ufizzi-batismo

Este painel documenta o estilo inicial de Leonardo sob direção de Verrochio. Resultados de testes atribuem a da Vinci partes da paisagem, da figura de Jesus e do anjo em perfil.

  • Primavera (Botticelli,1477)

Florença-Ufizzi-primavera-boticelli

Um dos primeiros painéis de grandes proporções pintados sem retratar temas religiosos. O quadro representa o rito pagão da Primavera.

  • Adoração dos Magos (Leonardo da Vinci, 1481/1482- obra inacabada)
Florença-Ufizzi-escultura-adoração-dos-magos
Obra inacabada de Da Vinci. Abaixo, estudos de desenho e pintura do trabalho que estão expostos na Uffizi

É um grande painel de Leonardo da Vinci, que o deixou inacabado, por ocasião de sua partida para Milão. Mede 246cm x 243cm. Por não ter sido terminada pelo pintor e pela composição não usual de cena da Adoração, é uma das obras mais estudadas de Da Vinci.

  • O Nascimento de Vênus (Botticelli,1485)

Florença-Ufizzi-venus-boticelli

Nesta obra, Botticelli também foge dos temas religiosos, em vez de retratar a Virgem Maria, como era comum na época, o artista exibe a deusa romana do amor nascendo numa tempestade do mar Egeu.

  • Madonna del Cardellino (Rafael Sanzio, 1506)

Florença-Ufizzi-madonna

Um belo exemplar da fase conhecida como alto renascimento, pintado por Rafael, o mesmo artista que divide com Michelângelo a decoração da Capela Sistina, em Roma.

  •  A Sagrada Família (Michelangelo, 1507)

Florença-Ufizzi-sagrada-família-michelangelo

A pintura também conhecida como Doni Tondo foi a primeira a quebrar a convenção de retratar Cristo no colo da mãe e inspirou artistas maneiristas posteriores pelo uso das cores e poses incomuns.

  • Madonna che allata il Bambino (Giuliano Bugiardini, 1518)
  • Florença-Ufizzi-madanna-late

Foi comprado pela Uffizi em 1780 como um trabalho de Leonardo da Vinci. Pelo prestígio do pintor ganhou lugar na famosa sala 18 – a Tribuna. Apenas no século IXX, estudos reconheceram que a autoria era de Bugiardini. Chama a atenção por mostrar a Madonna com o seio desnudo.

  • Flora, (Tiziano, 1515)

Florença-Ufizzi-flora-ticiano

Uma das belas composições do pintor veneziano, é uma de suas primeiras pinturas retratando o ideal de beleza feminino. A simplicidade do trabalho dá-lhe ainda mais delicadeza.

  • Madonna com longo colo, (Parmigianino, 1534)

Florença-Ufizzi-madonna-2

A anatomia deformada dos personagens e o uso de cores incomuns é um clássico exemplo do estilo que veio a ser conhecido como maneirismo.

  • Vênus de Urbino (Ticiano, 1538)

O pintor recebeu críticas por retratar a deusa nua em pose sensual. É considerada por muitos críticos de arte como o mais belo nu já pintado.

  • Medusa (Caravaggio 1597)

Florença-Ufizzi-medusa

É uma das obras-primas do pintor, que retratou, com grande realismo, a Górgona vertendo sangue abundantemente, logo após ter a cabeça decepada por Perseu, segundo conta o mito grego.

4

Informações úteis:

Endereço: Piazzale degli Uffizi, 6, 50122 Firenze FI, Itália

Telefone: +39 055 294883

Site oficialwww.uffizi.it/gli-uffizi

Como chegar: Fomos andando até a Uffizi que fica no Centro Histórico, ao lado do Palazzo Vecchio, a cerca de 1 km do Hotel Nizza, onde nos hospedamos.

É permitido tirar fotos sem flash.

4

ANOTE A DICA

RESERVA ANTECIPADA

Não deixe de fazer a compra on-line dos bilhetes para a Galleria degli Uffizi e a Galleria dell’Accademia. As filas no local são enormes e vão lhe roubar um bom tempo da visita.

Reservamos os bilhetes neste site. O ingresso para a Uffizi custa 24 euros e para a Accademia 12 euros, já com as taxas da reserva antecipada. Recebemos um e-mail com a confirmação da compra que deve ser impresso e trocado no local.

Como nossa visita à Uffizi foi pela manhã, retiramos os ingressos para os dois museus (Uffizi e Academia) ali. A retirada é feita na Porta 3, na ala oposta à entrada do Museu – à direita de quem vem da Piazza della Signoria. Só é permitido retirar o ingresso 15 minutos antes do horário marcado, portanto, não adianta chegar mais cedo que isso. Depois de retirar os bilhetes, atravessamos a rua e nos dirigimos à fila da Porta 1, por onde entram os que têm ingresso com hora marcada.

Galeria dell’Accademia

arte-florença-accademia-3
Salão da Accademia

Nossa visita para a Accademia estava agendada para as 14h. Almoçamos no restaurante Oliandolo, próximo à Piazza do Duomo. Como já estávamos com os ingressos da Accademia – retirados na Uffizi pela manhã – chegamos ao local no horário marcado.

A Academia funciona desde 1784 e fica numa rua bem mais tranquila que a Uffizi. O prédio também é mais compacto e o acervo bem menor.

arte-florença-accademia-davi
O maior tesouro da coleção é a monumental escultura “Davi”, de Michelangelo

Sua principal atração é o original do Davi de Michelangelo, uma das obras de arte mais importantes já esculpidas, que foi trazido da Piazza della Signoria em 1873 por razões de conservação. Essa impactante escultura de 5,17 metros de altura retrata o herói bíblico que matou o gigante Golias e foi esculpida por Michelângelo quando tinha apenas 29 anos, transformando-o no mais famoso escultor do seu tempo.

Outras obra-primas do escultor que figuram no acervo da Academia são a estátua de São Mateus (1508) e os quatro prisioneiros (1521-1523).

Obras inacabadas de Michelangelo chamam atenção

Na exposição, me chamou a atenção esculturas inacabadas de Michelângelo, que dão a ideia de como o artista esculpia, transformando blocos imensos de mármore bruto em belas peças. A impressão é que as figuras estavam se “libertando” do mármore pelas mãos do escultor!

Florença-Galleria-Accademia
Esculturas e pinturas de artistas florentinos compõem o acervo

O museu também conta com um acervo importante de pinturas de artistas florentinos, dos seculos 15 e 16, destacando-se os trabalhos de Botticelli Madonna col Bambino e San Giovannino e Madonna col Bambino e Due Angeli. Há uma sala apenas dedicada a esculturas, onde há uma enorme exposição de bustos. Nossa visita durou cerca de 1h30. Caso deseje alugar um audioguia, a Accademia disponibiliza ao custo de seis euros em inglês, francês, italiano ou espanhol. 

É um programa cansativo para as pernas, pois passa-se quase todo o tempo em pé. Mas é um deleite para os olhos. Ao final das duas visitas, me senti privilegiada por puder ter me proporcionado essa overdose de arte que só conhecia nos livros.

 4

Informações úteis:

Endereço: Via Ricasoli, 58/60, 50122 Firenze FI, Itália

Telefone: +39 055 2388609

Site oficial: www.galleriaaccademiafirenze.beniculturali.it/

Como chegar: Fomos andando da Uffizi que fica no Centro Histórico, até o Restaurante Oliondolo, onde almoçamos, e, de lá até a Accademia, num percurso total de 1,2km.

É permitido tirar fotos sem flash.

4

 

MAPA DE NOSSA ROTA

Fotos de Suzy Freitas

Esse texto não contém anúncios ou publicidade. A citação de estabelecimentos visa apenas a compartilhar com o leitor a opinião pessoal da autora sobre os serviços experimentados.

5 comentários em “Conheça os melhores museus de Florença

Adicione o seu

  1. que saudades de Florença! Aliás, ô cidade pra respirar arte ne?! é arte para todo lado, lugar incrivel! adorei a forma como fez a visita da Uffizi, farei assim da proxima vez!

    1. Olá Nicole! Florença é mesmo uma cidade com um patrimônio cultural incrível! Fico feliz que tenha gostado de como exploramos o acervo da Uffizi! Um abraço e volte sempre!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: