Como ir de Florença para Cinque Terre e Portovenere

Vista de Manarola Cinque Terre
Cinque Terre: um destino que sonhava conhecer na Itália

Desde que eu vi uma foto na capa da revista Viagem e Turismo, decidi que em minha primeira viagem à Itália teria que incluir Cinque Terre no roteiro. A imagem dos cinco pequenos vilarejos encravados em penhascos à beira do mar da Ligúria nunca mais saiu da minha cabeça. Ao montar a programação para a viagem que fiz esse ano, percebi que o melhor, do ponto vista geográfico e de logística, seria incluir a visita após a saída de Florença e antes de partir para Roma. Li vários relatos de viajantes e descobri que além das Cinque Terre daria para encaixar Portovenere, uma cidadezinha medieval banhada pelo mar Mediterrâneo. Mas como ir de Florença para Cinque Terre e Portovenere

barra-separação-texto

Índice de Posts da Itália:

 barra-separação-texto

Vista do mar da Ligúria em Cinque Terre
O azul intenso do mar da Ligúria em Cinque Terre

Florença fica na Toscana, Cinque Terre e Portovenere na Ligúria e Roma em Lázio, diferentes regiões da Itália. Apesar de se situarem na Ligúria, as Cinque Terre ficam coladas na Toscana, por isso se encaixam bem para quem está em Florença. Eu não queria fazer um bate-volta a partir de Florença, pois passaria mais tempo na estrada do que nos vilarejos. Juntando todas as informações, especialmente as dicas mastigadinhas deste post do Viaje na Viagem, montei a seguinte estratégia para ir de Florença para Cinque Terre e Portovenere:

– Pegamos um trem em Florença às 10h50 e chegamos, às 13h20, em La Spezia, cidade portuária ao sul das cinque Terre, onde montamos base para conhecer a região.

– ao chegar na estação de La Spezia compramos o bilhete Cinque Terre Card Treno de 1 dia, que dá direito ao uso ilimitado dos trens de La Spezia a Levanto, passando por todas as Terres; à entrada no Parque Nacional das Cinque Terre; aos ônibus que circulam internamente nas Terres; ao uso das trilhas do Parque e ao wi-fii. O valor do passe é 16 euros por pessoa.

– Caminhamos até o Hotel Crismar, deixamos as malas e partimos para o almoço na osteria Il Puin, indicada pelo atendente do hotel.

Fomos de ônibus passar a tarde em Portovenere. O percurso dura cerca de 20 minutos e é feito quase todo ladeando o mar da Ligúria, com belas paisagens. Jantamos em Portovenere e retornarmos para dormir no hotel em La Spezia.

– Na manhã seguinte, após o café, fizemos o check-out e deixamos nossas malas no guarda-volume da estação ferroviária central de La Spezia (funciona das 8h às 19h). Preferimos não deixar a bagagem no hotel pois retornaríamos no final do dia para a estação de onde partiríamos para Roma.

– Pegamos o trem para Cinque Terre, onde passamos todo o dia, conhecendo os vilarejos. Fizemos parte da rota entre eles de trem, pequenos trechos a pé e outros de barco.

– Voltamos à estação de La Spezia às 18h30, retiramos as bagagens do guarda volumes, fizemos um lanche e partimos às 20h de trem para Roma, aproveitando para dar uma descansada após um lindo e agitado dia.

Com um bom planejamento, pudermos incluir Portovenere no roteiro

Porque escolhemos La Spezia como base

Rua em La Spezia Ligúria Itália
La Spezia fica ao sul de Cinque Terre e tem boa estrutura hoteleira

Para conhecer Cinque Terre, você pode se hospedar nos próprios vilarejos ou em cidades próximas, como Levanto (ao norte), La Spezia ou Portovenere (ao sul). Pode também fazer bate-volta desde cidades maiores como Gênova, que fica ao norte, Florença ou Pisa. Muitos incluem os vilarejos em roteiros pela Costa da Ligúria, combinado com o famoso balneário de Porto Fino, o que não era nosso caso, pois estávamos na Toscana.

Optamos dormir em La Spezia, cidade portuária, que está a 150 km de Florença (2h10 de trem) e a 410 km desde Roma (3h no trem veloz Freciabianca).

Nossa escolha se baseou na experiência de outros viajantes que recomendam a cidade como base tanto para quem visita a região de trem quanto de carro. Além disso, as opções de hospedagem nos vilarejos são mais rústicas, enquanto as de Portovenere tem custo mais elevado.

A tranquila La Spezia é ótima base para conhecer a região

La Spezia é uma cidade de porte médio com rede hoteleira mais abrangente e preços variados. Para completar, fica a meia hora de trem de Monterosso, a mais distante das terres no sentido sul/norte, é ligada aos vilarejos por barco e ainda tem transporte terrestre (ônibus) para Portovenre. Enfim, La Spezia oferecia a melhor logística e custo-beneficio para o nosso roteiro.

Nossa passagem na cidade foi rápida. Chegamos num domingo e retornamos numa segunda-feira e percebemos que o local tem uma atmosfera tranquila. Não fomos ao porto, pois optamos fazer o passeio de barco apenas nas Cinque terre.

Onde fica a região visitada

mapa da região de Cinque Terre e Portovenere

A província de La Spezia fica situada na Ligúria, na riviera italiana, e compreende três vilas: Fezzano, Le Grazie e Portovenere com suas três ilhas Palmaria, Tino e Tinetto. Ao norte da península ficam as Cinque Terre, conjunto de cinco pequenas vilas, que, juntamente com Portovenere, são Patrimônios Mundiais da Humanidade da UNESCO. Todos os lugares que já visitamos que têm esse carimbo da UNESCO são de tirar o fôlego!

Compra de passagens de trem

Compramos as passagens de trem no site Tremitalia (que é um representante da empresa ferroviária estatal italiana), ainda, no Brasil, O trecho Florença/La Spezia custou 27,20 euros para dois adultos, enquanto o de La/Spezia para Roma ficou por 33,80 euros para duas pessoas.

Atenção ao comprar o trecho La Spezia/Roma: pesquise horários servidos pelos trens freciabianca (3h de viagem), pois o percurso feito nos trens regionais é bem mais longo, entre 4 a 6 horas.

Onde se hospedar

A depender de como você irá para Cinque Terre (carro, trem ou barco), será melhor se hospedar perto da estação ou do Porto. No nosso caso, iniciamos e encerramos nossa viagem para as Terres de trem, por isso, procuramos um hotel próximo à estação ferroviária central.

Um hotel que fica bem em frente a estação é o Mary, mas na época da nossa viagem, o custo da diária estava meio salgado para o que hotel oferece. Pesquisando em sites de busca, encontramos o Hotel Crismar, mais em conta, com melhores instalações e café da manhã incluído na diária para casal a 95 euros.

Acomodações novas e bom atendimento no Hotel Crismar

O hotel fica a 1,7 km da estação de trem, porém conseguimos ir andando com duas malas médias e duas mochilas em cerca de oito minutos, sem problemas. A rua onde está localizado é um pouco escondida, mas como já tínhamos lido esse detalhe na internet, ligamos o Gogole Maps e ficamos atentos à placa que indica a pequena rua onde fica o hotel e o encontramos facilmente.

O atendente foi muito cortês e nos deu informações de onde comer e onde pegar o ônibus para Portovenere, além de mapas da cidade e de Cinque Terre. As acomodações são modernas e confortáveis.

A rua do hotel é tranquila e silenciosa. O café da manhã é simples, mas variado e nos atendeu a contento. A recepção do hotel não funciona entre as 20h e às 07h. Você recebe uma chave da porta de entrada do estabelecimento. Portanto não é adequado para quem vai chegar na cidade após às 20h. Gostamos da escolha e pelo bom custo-benefício voltaríamos a ficar no hotel.

Onde comer

Almoçamos na Osteria Il Pun, que fica na Via Napoli, 17, e serve comida típica da Ligúria.

pratos da Osteria Il Pun em La Spezia
Osteria Il Pun:  para experimentar a comida típica da Ligúria

Fomos atendidos gentilmente pela dona do restaurante, que já estava quase fechando. Experimentei uma Torta di Verdura com Ratatouille di Verdure e meu marido, Coniglio Fritto com Patate Arrosto. A osteria tem um ambiente familiar e aconchegante e os pratos são preparados com capricho. O preço foi um pouco mais alto do que o que vínhamos pagando em Florença, mas foi justo (37 euros para duas pessoas). Nesse restaurante, meu marido provou o vinho de sobremesa Sciacchetrà, bebida típica das Cinque Terre.

Melhor época para ir

Recomendamos a primavera – fomos em maio – ou o outono. No inverno as temperaturas caem para 14° C e no verão o calor é intenso e a região fica ainda mais lotada de turistas.

Embora situem-se à beira mar, Portovenre e Cinque Terre não são exatamente destinos de praias – embora eu tenha visto muitas pessoas tomando banho de mar! As áreas à beira mar tem solo pedregoso ou rochas, com exceção de Monterosso, que tem uma faixa extensa de areia. Considere que o mais atrativo nesses lugares são as paisagens, a cultura e a gastronomia. O banho de mar é apenas um plus na primavera e verão Se sua opção for apenas praia, é melhor escolher uma das ilhas do sul da Itália!

Outras dicas

– Para ir de avião, o aeroporto mais próximo de La Spezia é o de Pisa, que fica a 85 km.

bilhete cinque terre card treno
Compre o passe Cinque Terre Treno logo que chegar na Estação de La Spezia

– O passe Cinque Terre Card Treno é vendido para 1 ou 2 dias nas estações de trem de La Spezia, Levanto e nas Cinque Terre. Mas recomendamos que você compre logo que chegue a La Spezia . O início da contagem do período de uso do bilhete só ocorre depois que você fizer a validação. Por isso, vale a pena comprar logo. Não enfrentamos fila no horário que chegamos às 13h20, mas no outro dia pela manhã quando fomos pegar o trem para Cinque Terre, as filas estavam enormes. Economizamos um bom tempo com a compra antecipada dos passes. Não se esqueça de validar o bilhete nas máquinas que ficam na estação antes de embarcar no trem, pois a ausência de validação pode lhe custar uma multa salgada.

Se você tiver certeza do dia que irá visitar as Cinque Terre, pode adquirir o bilhete antecipadamente, pela internet, no site oficial do Parque. Nós deixamos para comprar lá, porque estávamos em dúvida se visitaríamos os vilarejos no primeiro ou no segundo dia na Ligúria, por causa da previsão do tempo, pois tínhamos que aproveitar um dia com mar calmo para fazer o passeio de barco.

Percurso do ônibus de La Spezia a Portovenere circunda o mar da Ligúria

Vista de Portovenere na subida do Castelo Doria
Economize a bateria do celular no trajeto de ônibus, para as fotos que vai fazer em Portovenere

A compra do tíquete de ônibus para Portovenere é feita em bancas de jornais e tabacarias. Tentamos pegar o ônibus e pagar o tíquete ao motorista, mas ele não aceitou, embora tenhamos lido no site Cinque Terre5.com, que seria possível comprar a passagem dentro do ônibus, pagando o preço em dobro.

Como chegamos em La Spezia numa tarde de domingo, não encontramos tíquetes para venda nas poucas tabacarias abertas. Um vendedor nos informou que podiam ser adquiridos no supermercado Extra!!! Localizamos o estabelecimento pelo celular, compramos os tíquetes de ida e volta (três euros cada trecho por pessoa), validamos o bilhete na máquina que fica no ponto de ônibus no centro de La Spezia – nunca esqueça esse detalhe da validação – e partimos para nossa viagem até Portovenere.

Os ônibus partem de La Spezia para Portovenere e voltam a cada 20-30 minutos a partir das 5h da manhã até às 23h. Os horários estão expostos nos pontos. Confira sempre na data de sua viagem.

Imagem da janela do trem de La Spezia para Cinque Terre
Do trem, se tem as primeiras vistas das Cinque Terre

– Para se deslocar entre os vilarejos de Cinque Terre o ideal é o trem, é possível fazer o trajeto de carro mas é quase impossível encontrar estacionamento e o motorista terá que trafegar pelas encostas. Portanto, mesmo se estiver viajando pelo interior da Itália de carro, considere deixá-lo num estacionamento em La Spezia e partir para Cinque Terre, usando o trem. A outra opção de deslocamento entre as Terres é o barco, mas os horários são mais limitados e também depende muito das condições do mar.

Manarola vista do mar
Vista das Terres do passeio de barco: cenários de tirar o fôlego

– Se você estiver em Roma e quiser visitar Cinque Terre, pode utilizar esse mesmo roteiro que fizemos, basta comprar a passagem de trem de Roma para La Spezia. Li relatos que a ferrovia que liga as duas cidades é muito bonita, passando por parte da região da Toscana e depois margeando o mar da Ligúria. Se você gosta de viajar de trem, fica a dica para fazer a rota durante o dia e aproveitar a paisagem.

Mapa de nossa rota para visitar Portovenere e Cinque Terre, saindo de Florença, dormindo em La Spezia e seguindo viagem para Roma

Mapa da rota de Florença a La Spezia e La Spezia a Roma

Com um planejamento minucioso, conseguimos encaixar esse pedacinho encantador da Ligúria em nosso roteiro. Veja nos posts seguintes o que fizemos em Portovenere e como foi nosso dia em Cinque Terre.

barra-separação-texto

Os valores e horários indicados neste post se referem ao mês de maio de 2018. Confira na data de sua viagem.

Esse texto não contém anúncios ou publicidade. A citação de estabelecimentos visa apenas a compartilhar com o leitor a opinião pessoal da autora sobre os serviços experimentados.

 

25 comentários em “Como ir de Florença para Cinque Terre e Portovenere

Adicione o seu

    1. Olá, Manuela! No roteiro que fiz, só deu para incluir uma noite, mas acho que o ideal seria ficar três e explorar bem essa região chamada Riviera Italiana, que vai de La Spezia, no Sul, até a fronteira com a França, no Norte.

    1. Oi Mirela! Com certeza! Em La Spezia, onde ficamos, há vários hostels. La Spezia é uma das melhores cidades para pernoitar e conhecer Cinque Terre, que fica a 15 minutos de trem.

    1. Esse pedacinho da Itália é um encanto! Queria muito conhecer. Fiz a maior “ginástica” para incluir no meu roteiro, mas valeu a pena! Um beijo.

  1. Que guia super completo gente! Adorei todas as dicas, tudo explicadinho como chegar lá. Cinque Terre é justamente um dos lugares que mais quero ir na Itália, minha irmã voltou de lá faz pouco tempo e me contou coisas incríveis, mas ela super se perdeu e teve vários problemas pra chegar lá. Eu pelo menos já tenho esse seu post e chegarei super fácil 🙂

    1. Olá, Lyani! Fico feliz que tenha gostado do post! Já que pensa em visitar a região, confira nossos próximos posts sobre o que fazer em Portovenere e Cinque Terre! Eu amei os dois lugares! 🙂

  2. Ah que delicia de roteiro! Eu fui pra Florença mas fiquei só nela mesmo, que é um museu a céu aberto né! Com essa dica já fico com o coração apertado pra voltar…..

    1. Oi, Luisa! Conhecer esse pedacinho da Ligúria para quem visita Florença é muito fácil. Da próxima vez, inclua no seu roteiro! Obrigada pela visita! Um beijo.

  3. Que região linda da Itália! Fiquei encantada com La Spezia, embora os outros lugares também sejam de tirar o fôlego, como você falou. Mas, sabe quando bate aquela vontade de conhecer um lugar diferente? Senti isso com as suas fotos de La Spezia. Adorei o post 🙂

    1. Oi, Leandra! La Spezia não é uma cidade turística, é mais usada como base para conhecer Cinque Terre. Fiquei pouco tempo lá, mas também simpatizei muito com a cidade! Obrigada pela visita! Um abraço.

    1. Oi Makena! Cinque Terre fica mais perto de Florença do que de Roma. Eu passei um dia e meio, dormindo uma noite, mas se tivesse tempo, acho que o mínimo ideal seriam dois dias inteiros. Nós fizemos todos os trajetos de trem. Para circular entre as Cinque Terre, carro não é muito recomendado. Sugiro deixar no estacionamento em La Spezia e usar trem ou barco para se descolar entre os vilarejos. Espero que faça um linda viagem. Obrigada pela visita!

  4. Que viagem fantástica! Confesso que eu demorei um pouco para conhecer a Itália, mas depois disso, já voltei umas 4x… cada lugar incrível!
    Ainda não conheço Cinque Terre, mas ela estava no meu roteiro quando fui para Gênova. Pena que não tive tempo. Acredito que seria a cidade grande mais próxima do lugar, com aeroporto.
    Amei a sua dica de comprar logo o passe de 2 dias em La Spieza. Caso eu passe por ela, ficarei de olho de adquiri-lo logo.

    1. Oi, Dani! Fico feliz por ter gostado das dicas! Os aeroportos de Gênova e Pisa são bem próximos a Cinque Terre! Eu também quero voltar mais vezes à Itália! Obrigada pela visita. Bjs

  5. Esse post define o que é saudade! Tive a oportunidade de conhecer esses locais em 2016 e foi uma das viagens mais lindas que fiz. Eu acabei tendo como base Monterosso, porque para mim ficou mais fácil o deslocamento pelas outras Terres. Sensacional o post, parabéns por compartilhar conosco a sua experiência e me despertar sentimentos lindos.

    1. Que legal Carla que meu relato te fez lembrar momentos felizes. O bacana das viagens é isso: são experiências que se agregam ao nosso patrimônio pessoal e estamos sempre relembrando delas! Obrigada pela visita e volte sempre.

    1. Olá, Sil! Acho que o ideal seria ficar três dias para explorar bem essa região da Riviera Italiana. Assim, daria para incluir Portofino ou outro balneário no roteiro. Super obrigada pela visita. Um abraço.

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: