Piranhas Alagoas, cidade referência do cangaço

vista-piranhas-alagoas-rio-montanhas
Piranhas: bela paisagem entre montanhas e o rio

Piranhas não é apenas mais uma típica cidadezinha do sertão nordestino. Sua localização privilegiada e seu rico passado a tornam um lugar especial. A cidade foi construída num terreno montanhoso à beira do rio São Francisco, sendo brindada com belos mirantes para o Velho Chico. As construções e casinhas coloridas dos séculos 17 e 18 levaram o IPHAN a conceder-lhe o título de patrimônio nacional.  Suas ruas estreitas e enladeiradas já receberam a visita de D. Pedro II, na época em que o imperador foi ao sertão conhecer a cachoeira de Paulo Afonso, onde seria instalada a primeira usina hidrelétrica do Brasil. Por seus becos também transitavam os volantes, soldados que tinham por meta combater o cangaço e eliminar seu principal líder, Virgulino Ferreira, o Lampião. Por esta razão, Piranhas Alagoas, se tornou a cidade referência para quem quer conhecer a história do cangaço.

piranhas-alagoas-casario-centro-histórico
Cidade é considerada Patrimônio Nacional pelo IPHAN

Ficamos hospedados três dias na cidade, para conhecer a região do Cânion do Xingó e adoramos essa pequena pérola do alto sertão. Piranhas faz divisa com Canindé do São Francisco, cidade vizinha, no estado de Sergipe. Os dois municípios são as principais bases para os viajantes que desejam conhecer a região do Xingó. Mas Piranhas ganha disparado em charme, história e beleza natural.

rio-são-francisco
Em Piranhas, o sertão “vira mar” com as águas do Velho Chico

 

piranhas-morro-vista-rio
Relevo acidentado : até o cemitério da cidade fica no morro com vista para o rio

Apenas a visita à cidadezinha já rende um roteiro histórico super interessante e vistas do velho Chico de deixar qualquer um de queixo caído. Em Piranhas, literalmente, o “sertão virou mar”, pois as águas do rio São Francisco aparecem com um tom azul esverdeado, entrecortado por rochas, e pode ser admirado tanto da “cidade baixa”, onde ficam as construções históricas, quanto de belos e estratégicos mirantes que a natureza presentou Piranhas.

Referências ao Cangaço estão espalhadas por toda a cidade


Saiba mais:

Veja neste post nosso relato sobre o  Pedra do Sino Hotel, em Piranhas

Confira os passeios que fizemos, na viagem à Piranhas:

Cânion do Xingó

Tour na Hidrelétrica do Xingó

Sítios arqueológicos na fazenda Mundo Novo

Rota do Cangaço


 

Como chegar em Piranhas Alagoas

O aeroporto mais próximo é o de Paulo Afonso (Ba), que recebe voos da Azul, saindo de Salvador, nos dias de segundas e sextas-feiras. De Paulo Afonso, você terá que percorrer 90 km (cerca de 1h30) até Piranhas, em Alagoas.

Como essa opção envolve dois voos e a rota Salvador/Paulo Afonso é bem restrita, os aeroportos mais adequados são o de Aracaju, em Sergipe (200 km) ou o de Maceió, em Alagoas (270 km).

A partir de uma dessas capitais, você terá que fazer o restante do trecho por estrada. Há opções de ônibus, transfer ou aluguel de carro.

Se optar por carro, veja as rotas que deverá fazer:

  • A partir de Aracaju : Deixe a capital na direção de Itabaiana pela BR 235; saia pela SE 175, em direção às cidades de Ribeirópolis e Nossa Senhora da Glória. Daí, prossiga pela SE 230 até Canindé do São Francisco. Para chegar a Piranhas, basta atravessar a ponte e seguir as placas indicativas.
  • A partir de Maceió: Deixe a cidade pelo sul e pegue a AL 220 em Barra de São Miguel. Siga via Arapiraca por essa estrada até a entrada de Piranhas.

Mapa com rotas até Piranhas Alagoas

Melhor época para visitar Piranhas Alagoas

vista-rio-torre
O clima é sempre quente, mas evite a temporada de chuva

A região é extremamente seca e quente. A temporada seca começa em agosto e vai até fevereiro. Outubro praticamente não chove. A estação chuvosa ocorre entre maio e julho, mesmo assim o índice de precipitação é baixo.

Fomos em dezembro de 2018 e durante a nossa visita pegamos dois dias de sol escaldante e um parcialmente nublado, nenhuma chuva e muito calor. Mas os guias de nossos passeios comentaram que uma semana antes tinha chovido bastante na região.

 

O que fazer em Piranhas Alagoas

O patrimônio histórico de Piranhas é bem conservado e vale a pena caminhar a pé pelo centrinho, para conhecer suas principais atrações. Subir em seus dois mirantes para admirar a cidade emoldurada pelo rio é outro programa obrigatório. Veja a seguir a lista de o que fazer em Piranhas, para organizar sua visita.

Museu do Sertão

museu-do-sertão-antiga-estação
Antiga Estação Ferroviária abriga Museu do Sertão

O Museu ocupa o antigo prédio da estação ferroviária de Piranhas. Tem um pequeno acervo dividido em duas salas, onde estão reunidas peças de antigas casas de sertanejos, artigos de montaria e religiosos, retratando a vida no sertão.

peças-religiosas-museu-piranhas
Peças religiosas compõem o acervo do Museu

Retrato da vida no sertão: roupas, objetos, montaria e móveis

Há também objetos que pertenceram a cangaceiros, fotos e recortes de jornais mostrando ações do cangaço e da polícia para combatê-lo. Vale a pena a visita para se ter uma ideia de como era a vida no sertão e conhecer um pouco a história do cangaço. Ingresso: R$ 5,00.

Centro de Artesanato, Artes e Cultura de Xingó

centro-artes-cultura
Centro de Artes e Cultura funciona na antiga casa de máquinas da Estação de trem

Centro reúne vendedores de lembrancinhas e peças de artesanato

O Centro fica na antiga casa de Máquinas da Rede Ferroviária e abriga diversos vendedores de produtos artesanais e lembrancinhas, desde canecas e imãs a peças de vestuário e decorativas feitas em renda, bordadas ou em couro. Local ideal para trazer um pedacinho do sertão para os amigos.

 

Torre do Relógio

torre-do-relógio
Torre do Relógio foi construída em 1879

A bela torre é vista de vários pontos da cidade. Fica bem em frente ao Museu do Sertão. Foi construída em 1879 e encontra-se bem preservada. No seu alto, funciona o Café da Torre. Infelizmente, no dia de nossa visita estava fechada e não pudemos apreciar a cidade de seu mirante.

 

Mirante da Igreja Senhor do Bonfim

igreja-senhor-bonfim
Igreja do Senhor do Bonfim fica no alto de uma colina

A igrejinha no alto do morro domina o horizonte em Piranhas. Para chegar até ela, é preciso subir 250 degraus irregulares de uma escada íngreme. Meu esposo e minha filha encararam a subida, mas eu acabei ficando no Hotel, descansando depois do dia passeando pelo Cânion do Xingó.

 

Mirante Secular

mirante-secular-piranhas- por-do-sol
Por do sol visto do Mirante Secular

Para se chegar ao topo do Mirante Secular é preciso vencer uma escada de 364 degraus. Felizmente, o mirante fica ao lado do Pedra do Sino Hotel, onde estávamos hospedados e pudemos chegar até ele, andando cerca de cinco minutos a partir do hotel.

Se você estiver de carro e hospedado na parte baixa da cidade, basta colocar o nome do Mirante no GPS, que dá para encontrá-lo facilmente.

morro-mirante-secular
Morro onde fica o Mirante Secular

Escadaria de acesso e monumento do Mirante Secular

No mirante há um pequeno monumento que foi construído no final do século 19 em homenagem à chegada do século 20. Também há um restaurante, Flor de Cactus, bom para sentar, tomar uma bebida refrescante e ficar ali esperando o por do sol. Este é o melhor local para ver o sol se despedindo da cidade e dourando as águas do Velho Chico. Do Mirante Secular também é possível ver a igrejinha do Senhor do Bonfim, que fica na colina localizada do outo lado da cidade.

 

Construções históricas em Piranhas Alagoas

piranhas-prefeitura
Palácio D. Pedro II é sede da Prefeitura de Piranhas

Se você não quer subir escadas e está sem carro, fique tranquilo, pois a parte plana do centro histórico proporciona um belo passeio.

As casinhas antigas e coloridas da Praça Altemar Dutra e ruas adjacentes são um charme. Mas há outras construções em Piranhas que chamam atenção, entre elas as igrejas de Santo Antônio de Lisboa, a mais antiga da cidade erguida em 1790, e a de Nossa Senhora da Saúde, edificada em estilo neoclássico no século 19.

igreja-nossa-senhor-saúde-piranhas
Igreja Nossa Senhora da Saúde, em estilo neoclássico (século 19)

Casario colorido e bem conservado no Centro Histórico

Outro prédio cuja arquitetura é interessante é o Palácio D. Pedro II, onde funciona a Prefeitura de Piranhas. O nome é uma homenagem ao monarca, que visitou a cidade, em outubro de 1859, fato que até hoje é lembrado com orgulho pelos locais, pois não era comum o imperador sair da capital, no Rio de Janeiro, para visitar uma pequena cidade no alto sertão do Nordeste.

 

Praça Altemar Dutra

piranhas-praça-altemar-dultra
Praça Altemar Dultra: ponto de encontro para agito noturno

Esta praça, na verdade, é um grande largo, na parte plana do centro histórico, que reúne bares e restaurantes, entre eles a cachaçaria e Pizzaria Altemar Dutra. É aqui que rola o agito noturno. Os estabelecimentos localizados na praça se revezam nas apresentações musicais, de quinta-feira a sábado. Nas duas noites que jantamos por lá, havia bandas de forrós animando a clientela. Mesinhas com cadeiras são espalhadas na área e você pode se sentar e fazer o pedido em qualquer um dos bares e restaurantes, tudo num clima bem descontraído.

Bares e restaurantes se revezam para oferecer música ao vivo

Contam que quando D. Pedro II visitou a cidade, apelidou-a de “Lapinha do Nordeste”. Tinha razão o imperador. A atmosfera musical e divertida da noite em Piranhas lembra, guardadas as proporções, a do bairro da Lapa no Rio. Apenas muda o ritmo musical: forró em vez de samba!

 

Prainha da Orla Altemar Dutra

atracadouro-orla-piranhas
Atracadouro na orla de Piranhas

A prainha que fica às margens do rio São Francisco em Piranhas também leva o nome do cantor Altemar Dutra, mineiro criado no Espirito Santo, mas que andou e fez sucesso pelas bandas de Alagoas, ficando conhecido como “o rei do bolero”. Não tomamos banho nessa área. Para entrar no rio procure sempre locais sinalizados com boias para tal finalidade. Se tiver dúvida se o lugar é apropriado para banho, procure informações no serviço de turismo ou com a polícia local.

 


ANOTE

As águas mornas do Rio São Francisco são deliciosas, mas os únicos lugares que tomamos banho foram aqueles sinalizados para essa fim, como os cercados no Porto de Brogodó e no restaurante Castanho, ambos no passeio ao Cânion do Xingó, e a prainha no restaurante Eco Parque, no passeio da Rota do Cangaço. Todos eles têm boias indicativas das margens de segurança. Fique atento aos locais seguros e sinalizados para banho. Nunca entre no rio, fora das sinalizações, pois a profundidade varia muito.


 

Rota do Cangaço em Piranhas Alagoas

piranhas-alagoas-eco-park-rota-cangaço
Eco Park: local de parada da “Rota do Cangaço”

Esse é o passeio mais procurado pelos turistas que visitam Piranhas. Barcos saem do atracadouro do centro histórico da cidade, onde fica o leito natural do Rio São Francisco e levam os passageiros até restaurantes com áreas de lazer à beira-rio (Restaurante Angicos ou Cangaço EcoParque). Desses restaurantes, saem trilhas a pé até a grota de Angicos, local onde Lampião, Maria Bonita e mais nove cangaceiros foram mortos numa emboscada da polícia. O passeio completo dura entre 4 e 5 horas e custa R$60,00 por pessoa (mais R$2,00 de taxa de turismo). A trilha guiada para Angicos é opcional e custa R$ 10,00 por pessoa. No valor do passeio não estão inclusos refeições ou bebidas. Veja neste post nosso relato completo sobre a Rota do Cangaço.


 

As informações deste post se referem ao período de nossa viagem em dezembro de 2018.

 

20 comentários em “Piranhas Alagoas, cidade referência do cangaço

Adicione o seu

  1. Sou doida para conhecer o Rio São Francisco e o interior nordestino! Em junho estou com planos de fazer uma viagem pelo nordeste… quem sabe não aproveito e consigo incluir Piranhas no roteiro! Obrigada pelas dicas. Bjs

    1. Que legal Anna! Espero que você aproveite bem o Nordeste e se for à Piranhas vai se encantar com as referências ao Cangaço! Obrigada pela visita. Beijos

    2. Nunca quis visitar essa região simplesmente porque… Não conhecia! Aí vendo as suas postagens no IG não tem como não se apaixonar. Com seu post, então, sempre muito detalhado..

      Adoro essas cidades ao estilo colonial, super barrocas. O mirante secular é lindíssimo, bem como a torre do relógio. Adorei!

      Quando planejar uma visita aos Cânions do Xingó, eu quero conhecer Piranhas também! 😊

      1. Olá, Igor! Obrigada por sua visita! Fico feliz que esteja gostando dos posts sobre o Xingó. Piranhas e toda a região vale uma viagem! Um grande abraço.

  2. Você sabe que um dos lugares que mais tenho vontade de conhecer no Brasil é o Rio São Francisco!! Sou doida pra conhecer!! Mas ainda não sabia exatamente da existência de Piranhas! Lindo o lugar, fora que o centro histórico é uma graça e cheia de coisa pra fazer. Vou tentar visitar o quanto antes!!!

    1. Oi, Liany! Também só soube da existência de Piranhas ao procurar hospedagem para conhecer o Cânion do Xingó, mas a cidade é uma graça e merece a visita por sua beleza natural e patrimônio histórico! Espero que você tenha um tempinho para visitar o Nordeste logo! Um beijo.

  3. O rio São Francisco já é um dos cantos que mais quero conhecer aqui no Brasil, não vejo a hora de começar a planejar essa viagem e agora com seu post, certeza que irei incluir Piranhas no roteiro. Visitei o sertão da Paraíba e fiquei apaixonada, adoro quando saímos do litoral nordestino também.

    1. Que legal, Juliana! Tenho certeza que você gostará de Piranhas, a cidade tem muita referência do Cangaço, mas também é rica em paisagens lindas do rio São Francisco! Obrigada pela visita. Um abraço.

  4. Ai como eu amo o estado do Alagoas e isso inclui a cidade de Piranhas claro!!! Já fui duas vezes e iria quantas vezes fosse possível! A cidade é uma gracinha e mergulhar no rio São Francisco é realmente especial! Na cachaçaria da Cachaçaria Altemar Dutra foi onde eu comi o melhor sushi com couve da minha vida!

    1. Que legal, Silvia! Experimentar comida de origem japonesa em pleno sertão do Nordeste é uma experiência inusitada, né? Pena que eu não soube dessa delícia antes de minha viagem a Piranhas, em Alagoas. Valeu pela dica! Um abraço.

  5. Que cidade mais fofinha!!
    O Rio São Francisco está no topo da minha lista pra conhecer esse ano e agora Piranhas ta também!
    Impressionante a quantidade de cultura e beleza desse lugar. Amei ler sobre Piranhas!

    1. Olá, Glaucia! Piranhas é uma excelente base para explorar a região do Cânion do São Francisco e tem muita coisa legal para fazer por lá! Obrigada pela visita! Um abraço.

  6. Há muito tempo eu quero conhecer o Cânion do Xingó! E uma das dúvidas que eu tinha era o melhor lugar para se hospedar, se Piranhas ou Canindé do São Francisco. Já não tenho mais dúvidas! A Rota do Cangaço também parece ser bem legal. Vou dar uma olhada no post!

    1. Oi, Andréa! Passei nas duas cidades e recomendo Piranhas de olhos fechados. Monte sua base lá e faça todos os passeios da região. Espero que a viagem aconteça logo. Você vai adorar! Obrigada pela visita ao blog! Um abraço.

  7. Já estive hospedada no lado de Sergipe para visitar os Cânions de São Francisco, mas tenho muita curiosidade de conhecer Piranhas. Além de uma cidade histórica memorável, possuem casarões premiados por algumas revistas de arquitetura.

    1. Olá Dani! Que bacana essa informação. O casario histórico de Piranhas é bem preservado! Adorei conhecer o patrimônio cultural e arquitetônico da cidade! Obrigada pela visita. Um abraço.

  8. Muito legal esse post, ainda mais pra mim que adoro saber sobre nossa história. E o museu e a rota do cangaço me interessaram bastante. Já coloquei na lista para uma visita.

    1. Que legal, Sil! Espero que viste a região. É um Brasil que não estamos acostumados a ver, mas muito bonito! Um beijo!

  9. Fui e super recomendo!
    Cidade deliciosa para os amantes da história ou para os enamorados!
    É possivel ver utensilios de Lampião no museu. E tem um clima bem nostalgico, ótimo pra relaxar!
    Sempre fico na Pousada Porto de Piranhas, pois além de ter decoração rústica, gosto de tomar café à beira do Rio São Francisco. É top!

    1. Que Legal que você também aprovou a cidade! Gostamos muito e sempre estamos indicando para os amigos e leitores. Obrigada por sua visita ao blog. Volte sempre para ver as novidades! Um abraço.

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: